SEO

Nova versão do Chrome apontará sites HTTP como não seguros

Em janeiro de 2017 o Google lançou a versão 56 do Chrome que marcava como “não segura” as páginas HTTP, fora da aba anônima, que coletavam senhas ou cartões de crédito (imagem 1). Durante todo o ano de 2017 o Google se dedicou em fazer com que os usuários soubessem que não eram seguros sites HTTP. Fazendo inclusive com que o ranqueamento de páginas seguras (HTTPS) fosse melhor do que o de páginas não seguras (HTTP) nas buscas orgânicas do Google, o que é ótimo para o SEO do site.

Versão 56 Google Chrome (imagem 1)
Versão 56 Google Chrome (imagem 1)

Em outubro de 2017 foi lançada a versão 62 do Chrome que veio com a premissa de que todo e qualquer dado digitado em um campo de informação em um site HTTP não é seguro nas abas “comuns”, não só dados como senhas e cartões são informações “sensíveis” como era na versão 56. O que fez com que o Chrome mostrasse o aviso “não seguro” em toda página que não fosse HTTPS e tivesse algum campo de informação a ser preenchido. Além de estender a marcação de “não segura” para todas as páginas das abas anônimas que não tinham HTTPS, tendo ou não campos de informação. E isso porque, o usuário que entra em uma aba anônima tem a expectativa de total privacidade, mas páginas HTTP não são privadas mesmo que aberta em uma aba anônima (imagem 2).

Versão 62 Google Chrome (imagem 2)
Versão 62 Google Chrome (imagem 2)

Agora o Google vai lançar em julho deste ano (2018) a versão 68 do Chrome que vai marcar como “não segura” TODAS as páginas que não forem HTTPS, tanto nas abas anônimas quanto nas abas comuns (imagem 3). Os desenvolvedores já estão adotando o HTTPS para seus sites, tornando a web mais segura tanto para os usuários quanto para os Webmasters.  Segundo o próprio Google “Mais de 68% do tráfego do Chrome no Android e no Windows está agora protegido e mais de 78% do tráfego do Chrome no Chrome OS e no Mac estão agora protegidos”. dos 100 principais sites da internet, 81 já adotaram o HTTPS como padrão.

Versão 68 Google Chrome (imagem 3)
Versão 68 Google Chrome (imagem 3)

Mas o que é HTTPS e pra que serve?

Bom, o HTTPS é um HTTP (protocolo de transferência de hipertexto) que utiliza o protocolo SSL/TLS, que é uma tecnologia que criptografa dados que são trocados entre cliente e servidor, não permitindo que ninguém mais consiga acesso a esses dados.

O site seguro serve para preservar os dados do usuário que faz compras na internet, por exemplo. Por isso, ao entrar em um site que peça dados seus, certifique-se sempre de que esse site é seguro, pois assim, seus dados estarão seguros. Do contrário, tenha muito cuidado ao dar suas informações. Imagine que o protocolo SSL/TLS seja uma linguagem que só pode ser interpretada pelo cliente e o servidor, o que dificulta a interceptação das informações fornecidas naquele site.

Em resumo, o SSL/TLS é uma criptografia que serve para o usuário poder ter uma comunicação segura na internet. Se seus dados não forem criptografados você da espaço para que qualquer um tenha acesso a suas informações. Além de ser de suma importância para um bom ranqueamento do seu site no Google.

Se você se preocupa com seus dados na web e quer estar entre os primeiros nas pesquisas do Google, acesse somente sites seguros e faça do seu site seguro também, pois assim como você, os usuários que entram no seu site também querem a certeza de que estão navegando em uma web segura! A partir de Julho, os sites HTTP serão rebaixados pelo Google, e você não quer isso para o seu site, não é?

Para saber mais sobre o protocolo HTTPS, como por exemplo, a vantagem de tê-lo para melhorar a qualidade do SEO do seu site, ou mais informações sobre como ele funciona, clique aqui. E não deixe de avaliar e comentar essa publicação!

Nova versão do Chrome apontará sites HTTP como não seguros
5 (100%) 26 votos

Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close